Introdução ao tratamento de esclerose múltipla

Introdução ao tratamento

Nesta introdução ao tratamento da esclerose múltipla (EM) é importante começar por reforçar que a EM é uma doença crónica: manter um tratamento constante e adequado a cada caso é fundamental. Existem várias opções de tratamento disponíveis, bem como várias estratégias complementares que são mais-valias para manter a qualidade de vida.

O tratamento irá depender dos sintomas, do tipo de EM, bem como dos objetivos em causa. Deste modo, poderá passar por:

•    Tratar especificamente os surtos de EM;
•    Tratar sintomas específicos da EM;
•    Reduzir a frequência de surtos;
•    Evitar a progressão da doença.

Além disso, é necessário agendar consultas e fazer exames regularmente para aferir se pode ser necessário fazer algum ajuste, quer à medicação, quer a outras estratégias implementadas. Idealmente, terá o apoio de uma equipa de saúde multidisciplinar que o poderá ajudar a reagir aos diferentes desafios da EM.

Para quem vive com EM é importante garantir a hipótese de manter uma vida ativa e gratificante. É, por isso, fundamental seguir as indicações do neurologista e dos demais especialistas que seguem o caso. Seguir à risca o tratamento significa:

•    Proteger o futuro: ainda que o tratamento possa não dar a sensação de melhoria imediata estará a preservar a saúde no longo prazo. Um tratamento precoce pode proteger o cérebro, reduzir a progressão da doença e o seu impacto, permitindo preservar as capacidades físicas e cognitivas por mais tempo;

•    Gerir o impacto dos sintomas: o tratamento dos sintomas não previne danos futuros no sistema nervoso central (SNC) nem modifica a progressão da doença, mas ajuda a reduzir a influência dos sintomas no dia a dia.
 

Um dos principais objetivos do tratamento da EM implica agir cedo e ter uma visão no longo prazo: atrasar a progressão da doença e da incapacidade por ela provocada. Quanto mais precoce for esta abordagem, menor a probabilidade de a EM ter provocado lesões irreversíveis no SNC, o que significa que é, talvez, ainda possível evitar o seu impacto. Existem hoje diversos tratamentos farmacológicos cuja função é precisamente a de modificar o curso da doença e evitar a progressão. 

Converse com o seu neurologista para esclarecer as suas dúvidas e perceber como funciona. Pode ainda consultar a nossa secção sobre os diferentes tipos de tratamentos para obter mais informação.

Quem tem EM sabe melhor do que ninguém qual o impacto que os sintomas da doença têm na sua vida. É, por isso, que é tão importante controlá-los e existem vários tratamentos disponíveis para este efeito. É fundamental falar com a equipa de saúde: dependendo do tipo de sintoma existem várias opções a seguir. Poderá ser-lhe sugerido:

•    Tratamento farmacológico;
•    Psicoterapia;
•    Terapia da fala;
•    Fisioterapia ou reabilitação;
•    Outros tipos de terapia.

Consulte a nossa secção sobre os sintomas para encontrar dicas e estratégias que o podem ajudar.

Tratar a EM é apenas parte do processo. Associar ao tratamento bons hábitos de vida não só ajuda a promover a saúde de um modo global, como pode também participar na gestão de alguns dos sintomas da EM. Por isso, é importante:

•    Manter uma alimentação saudável e equilibrada;
•    Manter uma boa saúde oral para evitar infeções;
•    Fazer exercício físico regular, ajustado ao seu caso;
•    Manter bons hábitos de sono;
•    Reduzir os focos de ansiedade e stress no seu dia a dia;
•    Cuidar da sua vida social.

Converse com a sua equipa de saúde sobre como adotar estratégias que possam mudar os seus hábitos e trazer um impacto positivo para a sua saúde.

1. NHS. Multiple Sclerosis – Overview. https://www.nhs.uk/conditions/multiple-sclerosis/
2. NHS. Treatment – Multiple Sclerosis. https://www.nhs.uk/conditions/multiple-sclerosis/treatment/
3. MS Society. Loneliness and social isolation affect three in five people with MS. https://www.mssociety.org.uk/what-we-do/news/loneliness-report
4. MS Trust. Anxiety. https://www.mstrust.org.uk/a-z/anxiety
5. National Multiple Sclerosis Society. Comprehensive Care. https://www.nationalmssociety.org/Treating-MS/Comprehensive-Care