Sintomas associados ao sistema digestivo, urinário e função sexual

Sintomas associados ao sistema digestivo, urinário e função sexual

 As pessoas que vivem com EM podem sofrer diversos sintomas íntimos incluindo problemas de bexiga, de intestinos e relacionados com a função sexual. Aqui, abordaremos um pouco de cada um e como podem ser geridos…

Problemas de intestinos e da bexiga

As pessoas que vivem com EM podem sentir que os problemas de intestinos e de bexiga limitam as suas atividades diárias. Estes podem fazer com que sair de casa seja uma experiência desgastante, que requer um grande planeamento e preparação. 
Existem dois tipos de problemas de bexiga que as pessoas que vivem com EM poderão sentir:

  1. A sua bexiga pode ter dificuldade em armazenar urina, o que poderá fazer com que tenha vontade de urinar frequentemente e, por vezes, quase sem aviso.
  2. A sua bexiga poderá não conseguir esvaziar-se totalmente, o que também poderá fazer com que precise de urinar frequentemente.
  3. Poderá ter um destes problemas e não o outro, ou poderá sofrer dos dois. 

As pessoas que vivem com EM têm mais probabilidades de sofrer obstipação (dificuldade para defecar) do que de incontinência intestinal (diarreia), mas as duas podem estar relacionadas. 

Gerir problemas da bexiga

Se sentir problemas de bexiga como vontade incontrolável de urinar ou incapacidade de esvaziar a sua bexiga, poderá ter vergonha de falar sobre isso. Mas é uma boa ideia falar com o seu neurologista ou enfermeiro de EM, porque este poderá conseguir encontrar uma solução adequada para si.

Se sentir que os problemas de bexiga estão a ter um impacto significativo na sua vida, existem tratamentos farmacológicos que o poderão ajudar, assim como algumas formas de conseguir gerir os problemas que está a enfrentar no dia-a-dia. Algumas destas soluções poderão incluir  pensos para incontinência, auto-algaliação urinária ou algaliação intermitente por um profissional de saúde e poderão devolver-lhe alguma independência. Fale com o seu neurologista ou enfermeiro de EM caso esteja a sentir quaisquer problemas porque ele poderá conseguir encontrar uma solução adequada para si. 

Disfunção sexual

Viver com EM pode ser uma experiência desgastante, colocar pressãos no relacionamento com o seu parceiro(a) e pode causar uma diversidade de sintomas. Poderá sentir que a EM está a afetar a sua vida sexual, causando-lhe diversos problemas, desde a perda de interesse à falta de sensibilidade. Alguns sintomas podem ser um resultado direto dos danos que a EM está a causar na mielina que reveste os seus neurónios. Estes sintomas incluem: diminuição do apetite sexual, disfunção erétil e uma alteração da sensibilidade nos órgãos genitais. Mas pode também ter problemas sexuais como resultado doutros sintomas da EM. Por exemplo, a fadiga pode diminuir o apetite sexual e a depressão pode causar disfunção sexual. 

Gerir problemas sexuais

Poderá considerar que é embaraçoso discutir os problemas sexuais, mas estes podem ter um impacto real no seu relacionamento. Caso esteja a ter problemas, discuta-os com o seu neurologista ou enfermeiro de EM, dado que existem várias formas de gerir estes problemas. Nas mulheres, o tratamento visa reduzir a dor durante as relações sexuais e melhorar os problemas de sensibilidade ou de lubrificação. Nos homens a disfunção erétil pode ser resolvida de diversas formas, tais como psicoterapia e certos tratamentos. 

Hiperligações úteis